Notícias

Audicção ruim pode levar a uma memória ruim


Nova pesquisa descobriu um risco aumentado de comprometimento cognitivo leve entre indivíduos com uma forma de deficiência auditiva chamada perda de audição central. Os achados sugerem que essa forma de perda auditiva pode ter um mecanismo relacionado à neurodegeneração na sua raiz. Em todo o mundo, um terço dos idosos tem uma forma incapacitante de perda auditiva. Um novo estudo examina o vínculo entre uma forma de perda auditiva relacionada à idade e o risco de desenvolver comprometimento cognitivo leve (MCI). O MCI é um tipo de declínio cognitivo que, embora notável, não é significativo o suficiente para interferir nas atividades diárias.

A pesquisa mostra que entre 15 e 20% das pessoas com 65 e acima são susceptíveis de ter MCI, que também é um fator de risco para a doença de Alzheimer. Quase 26% dos participantes do estudo tiveram perda de audição periférica e 12% tiveram perda de audição central. Cerca de 33% dos participantes receberam um diagnóstico de MCI, que foi administrado utilizando os critérios bem estabelecidos de Petersen. Em geral, as pessoas com perda de audição central foram duas vezes mais propensas a desenvolver MCI em comparação com pessoas cuja audição estava intacta.

Entre em contato